Árvore da Vida

O ser humano, antes mesmo da queda de Adão e Eva é tentado a pensar que não pode morrer! (Gênesis 3:4).

Deus é muito claro, a natureza é muito clara! A morte não mede classe social, idade, status, riquezas, fama, etc, ela atinge a todos!

Por não pensar tanto na morte, todo ser humano vive como se fosse passar para sempre o tempo de sua vida sobre essa terra.
Estuda, trabalha, se esforça e faz tudo o que está ao seu alcance para “viver” o melhor dessa terra sem se preocupar com o fato de que um dia terá que deixar tudo isso para trás!

A bíblia é clara em dizer que é sábio considerar a morte:

Eclesiastes 7:2
2 – Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração.
Eclesiastes 7:4
4 – O coração dos sábios está na casa do luto, mas o coração dos tolos na casa da alegria.

Pensar na morte não é uma questão de opção ou de morbidez, mas é uma questão de sabedoria.

O que garantia a vida eterna ao homem antes da queda era ele comer da Árvore da Vida que estava junto ao jardim do Éden

Gênesis 3:22-24
22 – Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente,
23 – O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado.
24 – E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.

Deus é misericordioso, ao afastar o homem temporariamente da árvore da vida Ele o estava livrando de carregar eternamente a essência do pecado, do mal! Ainda que houvesse, e ainda há, o bem no ser humano, o lado mal desqualifica o ser humano inteiro, como uma pequena mosca em um vaso de perfume!

Por isso, o homem precisa experimentar a morte. Não adianta fugir, ainda que Enoch e Elias não tenham experimentado a morte física, por terem sido arrebatados, assim como a Igreja pura, santa e imaculada que será arrebatada, há a experiência da morte para o mundo!

Sobre Enoch ninguém sabe muita coisa, mas sobre Elias, todos sabem que ele morreu para o mundo! Viveu aqui na terra debaixo de perseguição intensa e cansativa! Não era digno deste mundo!

Não caia na tentação da serpente sobre Eva!:

Gênesis 3:4
4 – Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.

É mentira!!!

O caminho para a árvore da vida foi guardado por Querubins e por uma espada inflamada que andava ao redor para guardar o CAMINHO da Árvore da vida!

Gênesis 3:24
24 – E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o CAMINHO da árvore da vida. (destaques nossos)

Ora! Ainda hoje, mesmo que todos nós estejamos sujeitos a esse corpo de morte, temos livre acesso à árvore da vida, pelo novo e vivo caminho! O corpo de Jesus foi rasgado na cruz para nos dar esse livre acesso!

Hebreus 10:16-20
16 – Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta:
17 – E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades.
18 – Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado.
19 – Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,
20 – Pelo NOVO e VIVO CAMINHO que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne.
João 14:6
6 – Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

Aleluia!!! A morte desse corpo de humilhação é certa! Mas a ressurreição em corpo de Glória para os que creram em Jesus, o caminho, a verdade e a vida, é tão certa como a morte do corpo natural!

Cânticos 8:6
6 – Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas.
I Corintios 15:26
26 – Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte.
I Corintios 15:37
37 – E, quando semeias, não semeias o corpo que há de nascer, mas o simples grão, como de trigo, ou de outra qualquer semente.
I Corintios 15:40
40 – E há corpos celestes e corpos terrestres, mas uma é a glória dos celestes e outra a dos terrestres.
I Corintios 15:42-44
42 – Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção.
43 – Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor.
44 – Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual.
I Corintios 15:49
49 – E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial.
I Corintios 15:53-58
53 – Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
54 – E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.
55 – Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?
56 – Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.
57 – Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso SENHOR Jesus Cristo.
58 – Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

Apocalipse 22:1-5
1 – E MOSTROU-ME o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.
2 – No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações.
3 – E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão.
4 – E verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome.
5 – E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre.

por Victor Souza

Anúncios

Faraó é um tipo de Satanás

Faraó é um tipo de Satanás, o governador da presente época, e o Egito é um tipo do mundo presente. Sabemos da resistência de Faraó a Moisés, quando ele exigiu que o povo do Senhor fosse liberto. Este foi pré-ordenado por Deus para pôr seu povo em liberdade,não com a permissão do Faraó, mas pelo poder de Deus.

Através de toda a resistência, e as tentativas de Faraó de fazer Moisés desistir do chamado de Deus, Moisés permaneceu firme, declarando “nenhuma unha ” que pertencia a Israel seria deixada para trás no Egito. Devemos fazer o mesmo, se queremos ser livres.

Podemos ver no livro de Apocalipse como pragas parecidas estão para vir sobre a terra com o mesmo propósito nos últimos tempos: para tornar o povo do Senhor livre, bem como o resto da criação. Assim como as pragas que vieram sobre o Egito destruiu os deuses do Egito, as pragas que vêm ao mundo irão destruir os deuses que os homens têm feito e, finalmente, libertar os homens.

Houve uma praga final que veio sobre o Egito, que finalmente e completamente libertou o povo do Senhor do Egito- a Páscoa. Em I Coríntios 5:07 lemos: “… porque Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado também.” A Páscoa era um modelo bíblico do sacrifício de Jesus que nos liberta da escravidão do mundo. Vejamos algumas das maneiras que nos dá um modelo poderoso do que o Senhor Jesus fez por nós para nos libertar. Estes versículos são tomados a partir de Êxodo 12 (você pode querer ler este capítulo antes de continuar). Vamos começar com os versículos 1-2:

Ora, o Senhor disse a Moisés e a Arão na terra do Egito,
“Este mês será o primeiro mês para vocês; que será o primeiro mês do ano para vocês.”

O Senhor mudou o calendário hebraico inteiro de modo que a Páscoa seria o início de seu ano. Este foi para representar o novo começo que temos quando tomamos o sacrifício de Jesus na cruz. Como lemos em II Coríntios 5:17:

Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criatura;
as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo

Na noite que Israel participou da Páscoa, todo o mundo por eles até então conhecido estava para mudar. Eles deveriam deixar o lugar que tinham conhecido a vida inteira para nunca mais vê-lo novamente. Eles estavam indo para uma viagem por lugares que eles nunca tinham visto antes. Quando eles tomaram a Páscoa, o seu mundo inteiro mudou!

Quando participamos de Cristo, nós somos tão radicalmente mudados que a única maneira de descrever essa mudança é dizer que “nascemos de novo”. Começamos tudo de novo. Todas as coisas tornam-se novas para nós em uma transformação sobrenatural.

No entanto, há uma diferença básica entre o que aconteceu com Israel e que acontece quando nos tornamos cristãos. Israel mudou de ambiente, mas quando nós participamos de Cristo nós mudamos.

Israel foi levado para fora do Egito, mas na Nova Aliança, o Egito é tirado de nós, nos tornamos novos. O mundo em que estamos pode ser o mesmo, mas os olhos que o vêem são diferentes.

Esta é uma das mais preciosas verdades cristãs. Em Cristo temos um novo começo . Ele limpa todos os nossos fracassos passados . Não há outra religião ou filosofia no mundo que tenha tanta graça e poder para transformar seres humanos . Mesmo assim, quando nascemos de novo, não é o fim do assunto, ao contrário, é o começo. Devemos crescer em maturidade espiritual tendo nossas mentes transformadas.

É um processo, mas que não seria possível tal transformação sem a regeneração inicial pelo Espírito Santo que vem quando nós abraçamos a cruz. Nós somos perdoados! Nós somos novas criaturas em Cristo!

Que nós somos chamados de “novas criaturas” em Cristo, na verdade, significa que somos uma espécie nova. Isso é algo que temos de entender, mas parece que poucos cristãos conseguem. Aqueles que nasceram de novo pelo Espírito de Deus já não são apenas seres humanos. Antes da cruz, os homens andavam com Deus, mas debaixo da Nova Aliança de Deus ELE vive em nós. É por isso que Jesus disse em João 16:07:

“Mas eu vos digo a verdade, é necessário que eu vá;
pois se eu não for, o Consolador não virá a vós;
mas se eu for, eu vo-lo enviarei. ”

Pense nisso. O que poderia ser melhor do que andar com Jesus, no mesmo caminho que seus discípulos fizeram? Mas Ele disse que seria melhor para eles que Ele fosse embora para que o Consolador, o Espírito, pudesse vir!

Ainda melhor do que andar com Deus é ter o Deus vivo dentro de nós! Agora não vamos ao seu templo, somos Seu templo. Nossa busca nesta vida é viver na realidade da maior das verdades cristãS, Deus criou o homem a Sua morada.

O objetivo da nova criação não é apenas para ser restaurado para o estado sem pecado que Adão desfrutava antes da Queda. Esse é o ponto de partida. Nosso pecado é removido na cruz de Jesus. Isso não é algo que podemos fazer, mas podemos permanecer nEle, em quem não há pecado.

Nós não estamos tentando nos fazer perfeito, estamos tentando mais perfeitamente permanecer n’Aquele que habita em nós . Nós não olhamos para nós mesmos para nosso poder ou nossa bondade, mas temos de olhar para Ele.

Podemos tropeçar e nos levantar de volta, mas temos que manter o nosso foco no objetivo final da nossa vocação, o que vemos em Efésios 4:15:

Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.

Você foi chamado para crescer em todos os aspectos em Cristo. Você é chamado para ser como Ele e fazer as obras que Ele fez. Este é o nosso caminho, a nossa missão, e nós nunca devemos nos contentar com uma visão menor.

Autor:Rick Joyner
Tradução: Victor Souza

Original Disponível em:

http://www.morningstarministries.org/resources/daily-devotional/2006/day-104-freedom